sábado, 30 de novembro de 2013

“Rio de Fé” estimula a cultura do encontro

Exaltando a cultura do encontro e a vitória da fé, o documentário “Rio de Fé – um encontro com Papa Francisco” apresenta a Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013) com uma proposta interativa e jovem. A película de 85 minutos de duração tem a direção de Cacá Diegues, da pro­dutora Luz Mágica, e distribuição da H2O Films. O DVD do filme, produto oficial da Jornada, será lançado no dia 5 de dezembro, com vendas em todas as lojas do país.
A película cumpre sua pro­posta de provocar o diálogo ao trazer as várias vozes da so­ciedade acerca da experiência de fé. “Filmamos o que vimos acontecer, ouvimos as pessoas que fizeram acontecer. Nossa grande adesão e entusiasmo foi pela vitória da fé, do amor e da delicadeza durante a Jornada. E pelas palavras do Papa Francisco”, destacou o diretor.
Durante o filme, mostra-se a cultura do encontro pregada pelo Papa Francisco, através de cinco olhares: a da Igreja, do pe­regrino, da cidade, da favela e da tolerância religiosa. Entre os de­poimentos, há um amplo ‘leque’ de pontos de vista, incluindo um membro da Opus Dei, um ateu e o teólogo Leonardo Boff. Há também testemunhos de jovens participantes, como o de Priscila, moradora da Maré, voluntária da JMJ, que esteve perto do Papa durante os dias da Jornada. Pode­-se acompanhar ainda a história de dois peregrinos que vieram a pé para o evento: o argentino Albert e o cearense Fábio Mateus. O testemunho do jogador de vôlei Riad Ribeiro é outro destaque do documentário. Ele reformou a sua casa para acomodar peregrinos de diferentes lugares, e conta sua experiência.
O documentário mostra tam­bém a experiência que peregri­nos tiveram de conhecer outras religiões e visitar um centro de umbanda e candomblé durante a Jornada. O objetivo é mostrar que a crença é uma opção individual, mas que o encontro e o diálogo entre as pessoas que professam diversos credos são necessários para o mundo viver em paz. Outro momento registrado: o en­contro de muçulmanos, católicos e judeus em um evento realizado na PUC-Rio. Juntos levantaram temas a respeito da fé do ser humano.

CELEBRANDO A PAZ E A SOLIDARIEDADE
O que mais impressionou o diretor Cacá Diegues durante a JMJ foi a experiência de fé dos jovens. “A fé que fez com que aqueles jovens se encontrassem ao longo de uma semana, cele­brando a paz e a solidariedade, rezando, cantando e dançan­do sem qualquer violência e nenhuma ocorrência policial. Como diz padre Ramon no documentário, até os ateus se encantaram com o que viam acontecer naqueles dias”, re­latou.
A JMJ apresentou uma juven­tude “católica plural, capaz de entender e aceitar a diferença em nome do amor e da pregação cristã”, explicou Diegues. Já o Papa Francisco trouxe ao Bra­sil e ao mundo “a inesquecível inauguração de uma Igreja mais moderna, tolerante, solidária e amorosa, segundo os ensina­mentos de Cristo”, completou.
Para o arcebispo do R io de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, o filme trouxe uma reflexão acerca da juventude, tolerância religiosa, supera­ção, tendo como cenário a JMJ Rio2013. “Exibe a riqueza da cul­tura e da diversidade brasileira. São sotaques, crenças, opiniões, em um encontro de fraternidade e união. Traz histórias de pere­grinos que superaram longas distâncias, cansaço, calor, frio e chuva, de um jovem que su­perou as drogas e a pobreza, de grupos que atravessaram o Brasil e o mundo para participar da Jornada”, destacou.
Teresa Fernandes
teresafernandes@testemunhodefe.com.br

Foto: Divulgação