terça-feira, 19 de novembro de 2013

Basílica realiza missa em memória de Odetinha no dia 25

O aniversário de morte da Serva de Deus Odette Vidal de Oliveira será celebrado em dois ho­rários, no dia 25 de novembro, na Basílica Imaculada Conceição, em Botafogo, onde estão as relíquias de Odetinha. A missa das 10h será celebrada pelo padre e historiador João Cláudio Loureiro do Nasci­mento. E às 16h será presidida pelo delegado arquiepiscopal para as Causas dos Santos da Arquidiocese do Rio de Janeiro, Dom Roberto Lopes, OSB.
Odette Vidal morreu em 25 de novembro de 1939. Muito re­ligiosa, Odetinha manteve uma relação intensa com a oração, até mesmo em seus últimos mo­mentos, quando após receber a sagrada comunhão, dizia: “Meu Jesus, meu amor, minha vida, meu tudo”. Hoje, 74 anos depois, a devoção à Serva de Deus continua cada vez mais forte.
O processo canônico de Odeti­nha começou no dia 18 de janeiro de 2013. Na ocasião, ela passou a ser chamada ‘Serva de Deus’. A menina nasceu em Madureira e morreu de meningite aos 9 anos. Na ocasião, ela ganhou destaque na grande imprensa, mas sua fama de santidade já era reconhecida desde sua morte por inúmeros fiéis que a ela atribuem numerosas graças.
Dona de uma fé viva e con­fiança inabalável no Senhor, Odetinha rezava o terço diaria­mente e ia à missa desde muito pequena. Seu exemplo inspira os católicos pelo testemunho de simplicidade e humildade.
Na basílica, mensalmente, são celebradas missas em sua memória, em todo o primeiro sábado, às 16h, e em todo dia 25.
DA REDAÇÃO
Foto: Reprodução