terça-feira, 3 de setembro de 2013

Sementes de comunidades

Considerados “sementes de comunidades”, os Círculos Bíbli­cos (CB’s) são pequenos grupos que se reúnem semanalmente para meditar a Palavra de Deus e planejar as ações concretas na comunidade. Dentre os frutos gerados por eles, o principal é a origem de novas paróquias e pastorais.
É em setembro, Mês da Bí­blia, que esses grupos se reúnem em assembleias vicariais para partilhar as experiências vividas nestes encontros, sob a luz de um tema proposto pela Comissão Bíblico-Catequética da Confe­rência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
As assembleias dos vicariatos Suburbano, Leopoldina, Oeste e Norte acontecerão no dia 7 de setembro. As assembleias dos vicariatos Jacarepaguá, Sul e Urbano serão realizadas em outras datas.

MÊS DA BÍBLIA 2013
Este ano, o tema escolhido para o Mês da Bíblia foi “Discí­pulos e missionários a partir do Evangelho de Lucas” e o lema “Alegrai-vos comigo, encontrei o que havia perdido” (cf. Lc 15).
O livreto preparado pela CNBB para o estudo do tema está dividido em quatro encontros e uma celebração. Durante todo o mês, as paróquias também farão semanas bíblicas, com exposi­ções e estudos do Evangelho de São Lucas.
“É muito bom difundirmos o hábito da leitura bíblica em família, para que todos cresçam na vivência dos valores humanos e cristãos”, motivou Maria He­lena da Silva, coordenadora dos Círculos Bíblicos da Paróquia Divina Misericórdia, em Vila Valqueire.

REFLEXÃO E PARTILHA
“A Igreja do Brasil tem se preocupado em compreender essa questão de paróquias orga­nizadas não apenas em pastorais e movimentos, mas em pequenas comunidades. E os CB’s são, já há muito tempo, a concretização dessa experiência”, explicou o coordenador de Pastoral da Ar­quidiocese do Rio, monsenhor Joel Portella Amado.
A reflexão sobre o texto da Bí­blia, realizada nestes encontros semanais nas residências, além de crescimento espiritual e com­preensão da mensagem de Deus, produzem momentos de partilha e resultam em ações concretas que influenciam fortemente a vida das comunidades. Foi o que destacou monsenhor Luiz An­tônio, orientador espiritual dos CB´s do Vicariato Leopoldina.
“Nós temos círculos bíblicos que se unem para partilhar a compra de medicamentos entre os membros do grupo, ajudam na educação dos filhos. Isso tudo é um crescimento”, explicou ele.
Para a coordenadora de Círculos Bíblicos do Vicariato Norte, Carmem Swire, os CB’s são importantes na formação cristã porque proporcionam uma vivência fraterna, a proximidade da Igreja com as pessoas e a possibilidade de ela sair de si mesma e ir até os lares.
Monsenhor Joel afirmou que muitas paróquias criadas no Rio hoje são frutos dos Círculos Bíblicos. Ele apontou como resul­tados dos encontros o “contato muito direto com a realidade, através de visitas às pessoas do­entes, ajuda às pessoas que estão sofrendo, partilha de alimentos e a luta pela transformação da realidade”.

LONGA JORNADA
Segundo a coordenadora diocesana dos Círculos Bíbli­cos, que também coordena os do Vicariato Oeste, Lúcia Maria Constância, o traba­lho realizado com os CB’s já acontece há muito tempo e, por isso, precisa estar sempre se renovando, at ravés de atividades variadas.
“O Vicariato Oeste, por e xemplo, te m 4 4 a no s de caminhada, com assembleias oficiais. Os anos já dizem qual o tamanho da nossa caminha­da. O trabalho é elaborado para anunciar Cristo ressus­citado”, disse.

NATHALIA CARDOSO
FOTOS: CARLOS MOIOLI