quinta-feira, 4 de julho de 2013

JMJ leva esperança à Guaratiba

Os moradores da região de Guaratiba estão felizes por terem sido o local escolhido para receber o Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). O encontro traz esperança para a comunidade. Em entrevista ao jornal “Testemunho de Fé”, os moradores afirmaram saber que a visita do Papa tornará o lugar conhecido mundialmente. Com isso, acreditam que podem conseguir as melhorias que precisam: asfaltamento de ruas, boa iluminação, saúde de qualidade, rede de esgoto e água potável são algumas das prioridades.
Em uma manifestação pacífica realizada no dia 23 de junho, eles exibiram cartazes e seguiram em marcha pelas ruas de Pedra de Guaratiba, mostrando que, além das muitas melhorias feitas no bairro de uns anos para cá, ainda há muito que ser feito em infraestrutura e saneamento básico na região.
O presidente da Associação de Moradores do Rio Piraquê, Eder Pereira de Brito, de 39 anos, lembrou que Guaratiba é considerado um dos lugares mais calmos e mais bonitos de se viver.
“Desde 1968, quando eu cheguei aqui, Guaratiba melhorou muito. Antigamente este lugar era conside­rado ‘terra de laranjais’, era zona rural. Hoje virou zona urbana, mas ainda assim temos muitas comunidades aqui sem saneamento. Eu quero ver Guaratiba crescer. Eu quero ver Guaratiba conhecida pelo mundo. Esse é o lugar mais lindo do planeta para se morar. Só falta mais investimento em nossa região para aqui se tornar um paraíso”, exclamou Pedro Paulo Pereira, de 68 anos.

CRESCIMENTO DA ECONOMIA
Outra expectativa dos moradores da região é quanto ao crescimento da economia popular. Para o dono de um mercado local, os reflexos nas vendas serão positivos. “Pra falar a verdade, hoje eu não tenho nem como medir o quanto possam crescer as vendas durante a JMJ. Mas eu acredito que será em torno de 50% ou mais”, disse Antônio Souza dos Anjos, de 52 anos, dono do Mercado Piraquê, em Pedra de Guaratiba.
“A visita do Papa é muito boa! Até porque estamos sendo vistos não só pelo país, mas pelo mundo inteiro. E eu acredito que com isso a região só tem a evoluir”, concluiu.

MELHORIAS CONQUISTADAS
Entre as melhorias já conquistadas pelas comunida­des da região de Guaratiba está a construção do corre­dor expresso BRT Transoeste, que é servido por ônibus articulado, chamado de ‘Ligeirão’. Ele facilitou a ligação entre a região e a Barra da Tijuca, a partir da qual se ga­nhou novas possibilidades de acesso com bairros da zonas Sul e Norte.
O pároco da Igreja São Pedro, em Pedra de Guaratiba, padre Marcus Vinicius, destacou a importância do BRT para o local, apontando-o como o começo das mudanças que precisam ser feitas.
“A gente diz aqui que o BRT tirou o sistema de transporte do coma, mas que ele continua na CTI, porque os alimentadores não acompanham a demanda de chegada e partida de pessoal”, explicou o pároco. Alimen­tadores são ônibus cujas linhas ligam as comunidades da região às estações do BRT.
A professora Ana Patrícia San­tos, de 27 anos, concordou: “Acho que o BRT facilitou muito a vida das pessoas, mas ainda há muito o que ser feito. Espero que com a visita do Papa melhore, olhem para cá um pouco mais. Sem sombra de dúvida, depois do BRT, vimos que investiram bastante aqui na região, porque antes este trecho da Avenida das Américas era de terra batida. Agora já está as­faltado. Então é lógico que melhorou. Mas eu acho que falta melhorar mui­to mais. Pode-se aumentar o número de linhas de ônibus, porque aqui, para nós que moramos no Piraquê, é muito longe”, explicou ela.
NATHALIA CARDOSO
FOTO: CARLOS MOIOLI