quarta-feira, 26 de junho de 2013

Presente para a Igreja


O arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, investiu 30 novos ministros da Conso­lação e Esperança, no dia 15 de junho, na Catedral de São Sebastião, no Centro. “Que os novos ministros experimentem a graça de Deus que lhes é con­cedida, para poder assim viver e realizar essa missão que é tão importante para a evangeliza­ção da Igreja. Que essa vocação desperte também muitos outros cristãos leigos, para que tam­bém assumam esse ministério”, motivou Dom Orani.
Segundo a coordenadora diocesana, Marilda Roriz Reis, o curso para novos ministros acontece todos os anos, durante os sábados do mês de maio. Ela afirmou que os futuros minis­tros antes de serem investidos precisam passar por um estágio nos cemitérios, para que apren­dam a melhor forma de auxiliar as pessoas que sofrem a perda de seus entes queridos.
“O ministro é tanto evange­lizador quanto catequizador, e muita gente se engaja na Igreja pelas palavras de conforto que receberam nesse momento”, afirmou.
O ministério completará 30 anos em agosto deste ano. Segundo Marilda, para ser um bom ministro, a pessoa precisa ter vida religiosa ativa.
“Eu ingressei em novembro de 1983. Tudo é muito gratifi­cante, porque levamos a Palavra de Deus para quem está sofren­do. Em momentos de tensão, conseguir consolar as pessoas é como colocar ‘água na brasa’. Devemos agir com calma e dis­cernimento, porque representa­mos a Igreja”, afirmou.
As pessoas que sentirem o desejo de participar devem buscar informações com outros ministros de Consolação e Espe­rança e ter a autorização do pá­roco da igreja onde participam.
CLÁUDIA BRITO DE ALBUQUERQUE E SÁ
FOTO: GUSTAVO DE OLIVEIRA