sábado, 16 de março de 2013

Escoteiros preparam trilhas ecológicas para a JMJ



Para fechar com chave de ouro o dia de trabalho voluntário que os escoteiros do Rio de Janei­ro dedicaram à JMJ Rio2013, foi celebrada uma missa, no final da tarde do dia 2 de março, na Igreja da Candelária, no Centro.
A cerimônia foi presidida por Dom OraniTempesta, arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude. Ele agradeceu a todos os lobinhos e escoteiros que, durante toda a manhã desse mesmo dia, estiveram ocupados, limpando trilhas para caminhadas ecológicas que os peregrinos poderão fazer durante a JMJ.
No próximo dia 17 de março, membros do COL vão realizar uma espécie de prévia dessa atividade ao ar livre, e conferir o resultado dos esforços do escotis­mo. Ao todo, nove rotas estarão disponíveis aos peregrinos em julho. Luciano Gabrielli, chefe do grupo que trabalhou na trilha da ilha de Boa Viagem, relatou que foram retirados 40 sacos de 60 litros de lixo.
Thiago de Moraes, assessor religioso dos escoteiros, ponde­rou que novas limpezas precisa­rão ser feitas. “O trabalho desta manhã foi um gesto simbólico do trabalho conscientizador de educação ambiental que fazemos com os jovens”, explicou.
Durante a missa, o arcebispo falou de sua alegria em contar com o apoio da União dos Es­coteiros. “Estamos muito felizes com essa preparação. Nós temos vários treinamentos que temos feito em preparação para a Jorna­da Mundial da Juventude, e o dia de hoje é mais um que colocamos nas mãos de Deus”, disse.
Ao final da celebração, o coordenador nacional dos es­coteiros para a Jornada, André Torriceli, lembrou a frequente participação dos escoteiros de todo o mundo como voluntários em outras Jornadas Mundiais da Juventude. “Fazendo a nossa missão, com responsabilidade, temos certeza de que vamos fazer um grande serviço para a juventude do Brasil e do mundo”, finalizou.
CONTEMPLAR A CRIAÇÃO
Nove trilhas ecológicas apre­sentarão aos visitantes os pontos mais bonitos da cidade e possi­bilitarão uma experiência única com Deus Criador.
As visitas serão orientadas por voluntários dos Escoteiros do Brasil, e acontecerão de 22 a 26 de julho, em horários distintos dos Atos Centrais e Catequeses. Divididos em pequenos grupos, os peregrinos vão percorrer o caminho em clima de contem­plação e com a oração do Santo Terço. Ao chegar ao ponto mais alto, haverá um momento de oração no local.
“O objetivo é que o peregrino tenha uma experiência nova atra­vés do contato com a criação e se surpreenda com a beleza da na­tureza. O jovem poderá refletir sobre a sua relação com Deus ao longo do percurso, assim como Ele nos acompanha no caminho de nossa vida como peregrinos até o céu, e sobre as exigências e desafios que encontramos ao longo dessa caminhada”, expli­cou Paula Garcia, coordenadora de Turismo Religioso do Setor de Atos Culturais da JMJ Rio2013. Em breve, poderão ser feitas as inscrições para as trilhas e os itinerários que serão feitos na Jornada.
ITINERÁRIOS DA FÉ
Outra novidade nesta 28ª edição da Jornada é uma mudan­ça na forma das visitas orientadas a igrejas, monastérios e santuá­rios da cidade-sede. No Rio de Janeiro, o itinerário não será fe­chado, mas apenas serão listadas opções de locais. Assim, o jovem pode escolher livremente os lu­gares e a ordem de peregrinação. O projeto é chamado “Itinerários da Fé”, e possibilitará ao peregri­no saber mais sobre a história e a religiosidade brasileira nestes locais.
Voluntários estarão dispo­níveis nos locais em horários pré-determinados. Serão três semanas de projeto: de 14 de julho a 3 de agosto.
Para participar, basta chegar até o local no horário pré-deter­minado para cada língua e seguir as orientações dos voluntários. Não é necessária a inscrição, e qualquer pessoa pode participar (até quem não está inscrito na JMJ).

COMUNICAÇÃO JMJ
FOTO: DIVULGAÇÃO