sábado, 2 de fevereiro de 2013

Bento XVI: “Com os olhos da fé, vemos o invisível”



Neste Ano da Fé, a cateque­se do Papa Bento XVI na au­diência de quarta-feira, 23 de janeiro, foi dedicada ao Credo, de modo especial à primeira frase da nossa profissão de fé: “Creio em Deus”.
“Trata-se de uma afirmação fundamental”, disse o Papa, que parece simples, mas con­tém um tesouro imenso. Crer implica adesão, acolhida e obe­diência; é um ato pessoal, uma resposta livre. Dizer “creio” supõe um dom que nos é dado e uma responsabilidade que aceitamos; é uma experiência de diálogo com Deus que, por amor, nos fala como amigos.
“Onde podemos ouvir Deus que nos fala?”, questionou o Pontífice. Fundamentalmente na Sagrada Escritura, que nos fala de fé e alimenta a nossa vida de ‘amigos de Deus’. A Bíblia nos narra uma história em que o Senhor cumpre seu projeto de redenção através de pessoas que creem e confiam.
Uma delas é Abraão, nosso pai na fé, porque é capaz de sair de sua terra, confiando somente em Deus e em Sua promessa. Apesar de ver seu corpo deteriorado e sua mu­lher idosa, e de viver sempre como estrangeiro numa terra habitada por outros, espera em Deus contra toda esperança. Por isso, recebe a bênção de Deus, repleta de vida e fecun­didade, para fazer dele um grande povo.
Para nós, Abraão é exemplo de liberdade diante da opinião corrente, diante do juízo do mundo que busca um êxito aparente. Abraão nos convida a responder também a Deus com um ato de confiança que transforme nossa vida.
Bento XVI a firmou que a sede de Deus não se extinguiu e a mensagem evangélica con­tinua a ressoar através das palavras e das obras de muitos homens e mulheres de fé.
“Afirmar ‘creio em Deus’ nos leva, então, a sair con­tinuamente de nós mesmos, justamente como Abraão, para trazer para a realidade cotidiana em que vivemos a certeza que nos vem da fé, ou seja, a certeza da presença de Deus na história, inclusive hoje. U ma presença que traz vida e salvação, e nos abre a um futuro com Ele para uma plenitude de vida que jamais conhecerá fim.”

RÁDIO VATICANO
FOTO: SERVIÇO FOTOGRÁFICO DO VATICANO