quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Sinal de solidariedade


Em hospitais, presídios e inúmeras Instituições, a imagem peregrina de São Sebastião é sinal de solidariedade. Assim como o santo mártir, que dedicava tempo para ajudar os cristãos perseguidos que sofriam nas prisões, a Trezena de São Sebastião, desde 2010, busca levar esperança e auxílio aos mais necessitados, com o objetivo de restaurar as forças dos desanimados e dar um ânimo novo aos cristãos, para que perseverem na fé em Cristo.
Este ano, o povo carioca é novamente convidado a expressar a sua fé através das obras, por meio de doações para os desabrigados pelas chuvas. Durante a Trezena e, especialmente, no dia 20 de janeiro, na festa do padroeiro, haverá coleta das doações de alimentos não perecíveis, no percurso da procissão, que sairá da Tijuca e seguirá até a Avenida Chile, no Centro.
“É o amor que constrói o mundo. O bem, a fraternidade e a generosidade ajudam a construir positivamente a sociedade.Que possamos pedir a intercessão de São Sebastião para que interceda pela nossa cidade. Que as pessoas possam confiar em Deus e seguir a Cristo, ouvir e colocar em prática a Palavra de Deus. São Sebastião nos indica o caminho para Cristo, que é a nossa vida. Somos chamados a viver como Jesus  viveu para que haja paz e não a guerra, para que os corações sejam transformados e renovados”, afirmou o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta.
Nos hospitais por onde passou, Dom Orani buscou ser presença solidária e levar palavras de ânimo aos enfermos, profissionais de saúde e funcionários. “A fé nos ajuda a passar pelos momentos difíceis e a olhar  com esperança e confiança para o futuro, porque aquele que tem um sentido de vida enxerga muito além do horizonte. Quando temos a força em Deus nós não desanimamos, experimentamos a graça de Deus junto com o tratamento e os remédios”, incentivou o arcebispo.
Nos lugares por onde a imagem passou, o arcebispo ressaltou a importância de perseverar na fé. “A cidade o Rio de Janeiro foi fundada com o exemplo desse santo homem de Deus, que foi perseguido e martirizado por testemunhar Jesus Cristo. Hoje, nós também somos perseguidos por pessoas que dizem que não devemos ter fé em Deus, mas nosso padroeiro vem lembrar que é possível resistir às pressões e dar testemunho. Quem já encontrou a vida em Jesus e O segue sabe que em Cristo está a nossa salvação e alegria”, destacou.
No Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), Dom Orani esteve próximo aos jovens privados de liberdade e os incentivou a praticarem as virtudes de Cristo, com coragem e determinação.  "Estamos aqui mais uma vez para dizer que vocês são chamados a serem seguidores de Cristo e firmes na fé, para que encontrem em Jesus a razão da vida, a exemplo de São Sebastião”, afirmou.

TEXTO: CLÁUDIA BRITO
FOTO: GUSTAVO DE OLIVEIRA