terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Educar na fé


No Ano da Fé, a festividade de São Sebastião adquire um significado ainda mais especial. No decorrer dos dias que antecedem a grande festa do padroeiro da arquidiocese e da cidade do Rio de Janeiro, as expressões de fé que acontecem pelos locais visitados pela imagem peregrina são sinais que demonstram o anseio que o coração humano tem em sentir e contemplar a presença de Deus por meio da vida de santos exemplos, como o do mártir São Sebastião. Em especial, a participação de crianças e adolescentes na Trezena revela os frutos de bons semeadores.
Cristãos que vivem a fé com coerência e verdade ensinam e dão testemunho de como os filhos devem seguir a Jesus. Assim aconteceu com São Sebastião e Odete Vital, que faleceu aos 9 anos com fama de santidade e será oficialmente declarada Serva de Deus durante a Trezena de São Sebastião.
Inúmeros testemunhos de santidade na infância e juventude mostram que a essência de Deus, presente em toda pessoa humana, quando é incentivada pelos pais e familiares, alcança horizontes ainda maiores, que geram frutos de paz e de esperança para o mundo. Assim como os pais de São Sebastião o ajudaram a se tornar um homem corajoso e temente a Deus, que testemunhou a sua fé diante de perseguições violentas. Famílias católicas também podem transmitir a verdadeira fé às novas gerações, diante de um mundo secularizado, no qual os cristãos são perseguidos de forma direta ou indireta.
“Se a Odetinha é uma candidata à canonização, é porque ela é fruto de um casal que passou os verdadeiros valores. Com certeza, os pais de Odetinha são ícones para as famílias sobre como os pais podem educar os filhos na fé também hoje em dia. O Papa Bento XVI nos ensina que temos que colocar a Bíblia e o Catecismo da Igreja Católica nas mãos dos nossos filhos, e transmitir essa fé com o próprio exemplo”, pontuou o vigário episcopal para a Vida Consagrada, Dom Roberto Lopes.


“É SÓ SEGUIR O CAMINHO DE JESUS”

“É muito bom ser de Jesus, porque quando a gente mais precisa, Ele está com a gente”, afirmou o menino Matheus, de 11 anos, que participou da Oração do Ângelus, no primeiro dia da Trezena, 7 de janeiro, na Paróquia de São Sebastião, na Tijuca, acompanhado de sua mãe Rose Ane Fonseca, de seu irmão gêmeo Marco Antonio e de sua irmã Mariane, de 13 anos.
“A fé dos meus filhos começou pela vivência em família, pelo exemplo dos meus pais. Mas eu era católica de ‘carteirinha’. Após uma grande dificuldade financeira, há cerca de dois anos, eu e meu marido nos aproximamos mais de Deus. Com isso, nossos filhos aprenderam que nos momentos difíceis é preciso ir para a Igreja e buscar na fé em Deus força para passar por tudo e permanecer unidos. Hoje, meus três filhos são coroinhas. Nós descobrimos na paróquia uma grande família, encontramos irmãos na fé que se preocupam com a gente. Somos muito felizes”, afirmou Rose Ane.
A adolescente Mariane destacou que sua fé teve início quando, ainda bem pequena, começou a acompanhar a avó na oração do Terço. 
“Sei que em toda a missa nós recebemos uma mensagem que precisa ser aplicada na vida. Eu levo muito a sério a minha fé. Acho que a vivência com Deus faz a gente se sentir mais alegre, e essa alegria chama você para a Igreja. Estar com Jesus é uma maravilha, é inexplicável. Jesus é tudo!”, partilhou Mariane.
Marco Antonio testemunhou a superação de dificuldades através da fé em Deus. “Eu já passei por uma cirurgia e consegui superar pela oração da minha família. Minha vida melhorou muito desde que passei a participar mais na Igreja, e a maior alegria de ser coroinha é servir a Deus e estar na mesa com o Senhor”, disse emocionado.
De forma espontânea, Matheus deu a receita para viver a santidade: “É só seguir o caminho de Jesus”. E complementou: “Eu queria muito ser voluntário da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, mas não tenho idade ainda”, admitiu.
O segredo já conhecido pelas crianças é confirmado pela Carta de São Paulo a Timóteo: “Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras e sabes que elas têm o poder de te comunicar a sabedoria que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus” (2 Tm 3,10).

TEXTO: CLÁUDIA BRITO
FOTO: GUILHERME SILVA