segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Comemorações no dia do padroeiro têm número recorde de fiéis


Depois de percorrer toda a Arquidiocese do Rio durante a Trezena de São Sebastião, o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, presidiu celebração eucarística em honra ao padroeiro da arquidiocese e da cidade do Rio de Janeiro, às 10h, no dia 20 de janeiro, na paróquia dedicada ao santo mártir, na Tijuca.
“Neste Ano da Fé e também Ano da Juventude, São Sebastião, que era um soldado jovem, é modelo para os jovens de hoje. Ele, mesmo depois que tentaram matá-lo com flechadas, assumiu e viveu sua identidade cristã, testemunhando sua fé até a morte. Sabemos que quanto mais se entrega a vida por Cristo, mais ganhamos a verdadeira vida. Também hoje somos chamados a dar testemunho do Senhor, pois as perseguições contra os cristãos continuam. O jovem quando assume a sua fé é capaz de continuar com firmeza, tendo atitudes corajosas, mesmo com as opressões e imposições ao seu redor”, disse Dom Orani na homilia.
As relíquias da Serva de Deus Odette Vidal de Oliveira, a Odetinha, que estavam na Paróquia de Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, foi transladada neste dia para a Paróquia de São Sebastião, na Tijuca, para participar da festa do padroeiro.
“Ter as relíquias da Odetinha e conhecer a história de santidade da menina nos ajuda a ver que a santidade não está longe de nós, nem muito menos distante na história. Todos os batizados são chamados a ser santos, a amar a Deus e fazer bem ao próximo”, afirmou Dom Orani.

IGOR MARQUES
FOTO: GUSTAVO DE OLIVEIRA