terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Apóstolos da Nova Evangelização


O Ano do Discipulado na Arquidiocese do Rio de Janeiro, contemplado no 11º Plano de Pastoral de Conjunto, foi concluído na Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo, Dia do Cristão Leigo, com a realização de mais uma etapa da missão popular, realizada no Vicariato Oeste e no Complexo do Alemão.


Realengo


Presidida pelo arcebispo Dom Orani João Tempesta, a ação de graças pela missão popular no Vicariato Oeste foi realizada, no dia 24 de novembro, na Praça do Canhão, em Realengo, reunindo mais de cinco mil missionários.
“Vejo no rosto de cada um as pessoas que vocês visitaram de casa em casa. Imagino a complexidade de situações de sofrimento e angústia que escutaram do povo. Mas, vocês falaram de Cristo, deram testemunho de quem acreditam, da esperança e do amor de Deus. Se anunciam é porque já fizeram a experiência do encontro com Cristo e sabem que n’Ele está o sentido da vida”, disse o arcebispo.
Entre os concelebrantes, o presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko. Feliz pela oportunidade e entusiasmado com o vigor dos missionários, disse que eles eram os “apóstolos da Nova Evangelização”.
De acordo com o vigário episcopal, monsenhor Luiz Artur Marques de Barros Falcão, a missão popular foi integrada pelas 62 paróquias do Vicariato Oeste, realizada em duas etapas, durante os últimos cinco meses.
“Não deixem a semente morrer. Hoje ousaria chamá-los de coordenadores de círculos bíblicos”, disse o bispo auxiliar e animador do vicariato, Dom Nelson Francelino Ferreira. Em sua mensagem, ele insistiu para que os missionários não deixassem de “aproveitar o que a missão despertou”, voltando nas casas visitadas para aprofundar a fé à luz da Palavra de Deus.

Complexo do Alemão


A missão popular no Complexo do Alemão, realizada nos dias 24 e 25 de novembro, na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, reuniu cerca de 350 missionários, que, de porta em porta, anunciaram a Palavra de Deus e motivaram os moradores a participarem ativamente da vida da comunidade.
De acordo com o vigário paroquial, padre William Bernardo da Silva, a primeira dinâmica da missão foi a capacitação dos missionários, vindos de diversas paróquias da arquidiocese, oito seminaristas e um grupo de missionários estrangeiros. A paróquia esteve presente com 130 missionários. O segundo passo foi a visita nas casas de oito comunidades que integram o território paroquial. No total, foram mais de 1,5 mil famílias visitadas.
“Além da motivação pela Missão Continental por parte dos missionários, eles trouxeram as necessidades da população. Entre as mais urgentes, a situação dos enfermos e das famílias. As pessoas querem ser acolhidas e evangelizadas para abraçar a fé, e receberem de forma madura os sacramentos”, disse padre William.
A missão, que foi um sucesso, contou com o apoio de diversos sacerdotes e diáconos de paróquias vizinhas. De acordo com o coordenador do Conselho Missionário do Regional Leste 1 da CNBB, padre Licinho Couto, a missão teve o envolvimento de muitos paroquianos na infraestrutura, dando apoio aos missionários, quer na acolhida ou preparando as refeições, e, sobretudo, rezando pelo êxito da missão.
A missa em ação de graças foi realizada debaixo de chuva, na tarde do dia 25 de novembro, no Morro das Palmeiras, ponto mais alto do Complexo do Alemão. Presidida pelo bispo auxiliar e animador do Vicariato Suburbano, Dom Paulo Cesar Costa, a celebração contou com a presença de dezenas de famílias visitadas.

TEXTO: CARLOS MOIOLI
FOTO: CARLOS MOIOLI